terça-feira, 25 de novembro de 2008

1ªTORRE DAS PEÇAS - ONDE TODOS DA CIDADELA SE ENCONTRARAM

Cheguei por volta de 13h20 no local onde era o antigo Castelo das Peças. Aos poucos, mais um lugar foi reerguido para, enfim, se tornar a Torre. Agora os lugares da Cidadela são muitos: Castelo, Caverna, Torre e até Laboratório. Já se encontravam por lá Gláucio, Antônio Marcelo (responsável pelo Castelo), Victor Zavandor (vulgo "pífio e miserável" com perguntas pertinentes e cheio de princípios) e Fel "Mosca Morta Dissimulada".Com a chegada do Flávio Jandorno, Major Bouzada e Kildare, resolvemos montar duas mesas. Power Grid (Victor, Flávio, Antônio e eu) e Bison (Bouzada, Kildare, Gláucio e Fel). No Power Grid, o mapa da Coréia foi a atração. Nele, existem 2 mercados onde em cada rodada o jogador tem que escolher um deles para comprar todos os recursos. Sendo que urânio só existe no sul. Foi uma partida bastante disputada, onde todos ficaram presos antes do step 2 ser acionado. No final, Flávio "Economista" conseguiu abastecer 18 casas e venceu o jogo, com Antônio Marcelo (17 casas, 30 de dinheiro) em segundo, Warny (17 casas, 12 de dinheiro) em terceiro e Victor Zavandor, por questões de princípios, em último com 16casas abastecidas.No Bison, todos estavam brigando para ver quem pegava mais perus. Isso mesmo! O Mosca Morta dessa vez resolveu disfarçar e não ficou em último até a última rodada e sim até o final do jogo mesmo. Kildare venceu com 25, empatado com o Bouzada que ficou em segundo (mas gritando que não tinha pegado perus suficientes) e Gláucio em terceiro, com 24.



Power Grid: eu anotando os resultados como sempre. Victor, Flávio e Antônio Marcelo analisando jogadas.

Novas mesas já estavam se formando, inclusive um Agricola (praticamente o ópio da Cidadela!), Munchkin (com o Leandro "Zombie" na mesa) e Eketorp, novo jogo do Rogério, famoso por ser responsável pela expressão "Rogério Edition", ou simplesmente "alterações nas regras originais por um motivo qualquer". Como era jogo novo, quem sabe não teve alguma? Em contrapartida, Victor Zavandor estava na mesa para evitar tal fato, com suas perguntas bastante pertinentes!



Agricola: o ópio da Cidadela! Talvez pela ilustre presença do deputado Camilo Sujeira, só foi cheirado, ops, quer dizer, jogado duas vezes.

Por volta de 16h00 chegam à Torre o casal lúdico Kisnney e Amanda, que resolveram comemorar o noivado no local. E começaram conhecendo o Stone Age, que eu ensinei para eles e para o André. A partida foi disputada, tanto o Kisnney quanto a Amanda pegaram bem o jogo,não subestimando as cartas e pegando as cabanas na hora certa. O jogo se arrastou um pouco,pois ninguém tinha certeza se estava ganhando, o que evitou alguém acabar com uma pilha de cabanas em pouco tempo. O que já foi suficiente para gritos de "Twilight Stone Age". Victor Zavandor mal sabia que uma longa partida estava esperando por ele. Resultado final do Stone Age: Amanda com 162, Kisnney com 158 (após novamente dizer que ia ficar em último, provando que Mosca Morta está fazendo escola), Warny com 153 e André com 137 pontos. Major Bouzada, após apelos infrutíferos pra que rolasse Through The Ages, conseguiu convencer Paulo, Victor Zavandor e Rodrigo a jogarem Doom. Estava começando um verdadeiro "Twilight Doom"! Depois de dezenas de partidas que rolaram paralelamente a essa, Bouzada vence mais um jogo épico, provando que nem as questões de princípio pertinentes do Victor podem derrotá-lo! Enquanto isso, Leandro "Zombie" honra sua alcunha armando a já tradicional mesa de Last Night on Earth. Fel Mosca Morta tenta de qualquer jeito conseguir armar seu golpe fatal, apelando para o Metropolys e até mesmo para o Niagara, que teve a presença do famoso deputado Camilo Sujeira, aproveitando para panfletar para sua candidatura lúdica.



Presenças ilustres jogando Niágara: Leonardo, Formiga, Fel "Mosca Morta" e o deputado Camilo Sujeira!




Mesa de Last Night on Earth: Luciano Baiano, Zé, Henrique, Rafael, Leandro "Zombie" e Japa

O casal lúdico foi jogar Shadows Over Camelot com o Cadu, que logo em sua estréia já foi o traidor. Como ninguém descobriu a tempo, ganhou fácil. Depois, Kisnney e Amanda resolveram jogar Betrayal at House on the Hill, do Cacá, responsável pela mais nova atração da Cidadela: o Sapateiro das Peças.



Kisnney, Bruno, Estevão, Henrique, Thiago e Amanda jogando Betrayal (jogo do Cacá! E não é Sapateiro!)

Gláucio estava querendo conhecer o Winner's Circle e resolvemos jogar, junto com o Rafael Lago. Consegui ganhar com 4000 de dinheiro contra cerca de 2000 dos outros jogadores. Mas isso se deveu ao fato do Gláucio ter apostado zero, na segunda corrida, em um cavalo que disparou na frente e inevitavelmente ganhou. E na terceira corrida, apostei sozinho em um cavalo que andava 7 no símbolo mais comum de aparecer (cabeça de cavalo) e consegui fazê-lo ganhar, colocando grande vantagem sobre os outros. Depois joguei pela primeira vez o Cave Troll. Cada jogador tem um deck igual, contendo heróis e monstros, utilizado para colocá-los no tabuleiro, composto de várias salas. Para conseguir a vitória, é importante marcar presença nas salas valiosas, nos momentos de pontuação, tentando fazer com que os adversários não tenham chance de pontuar muito. Um típico jogo de controle de área com tema medieval. Logo no começo, Rafael conseguiu colocar a Ladra em jogo, que podia se "teleportar" para qualquer sala. Gláucio também conseguiu colocá-la logo depois, além do anão que dobrava a pontuação em uma sala. O jogo tem um pouco de sorte exagerada devido à ordem em que as cartas saem para os jogadores. Gláucio acabou vencendo por 1 ponto de diferença para o Rafael e eu fiquei muito para trás, não sendo muito beneficiado pelas cartas.



Fel "Mosca Morta", Cadu, Zé e Cacá jogando Cave Troll

O segundo Agricola do evento já estava sendo montado, um Bang com oito (ou eram mais?) pessoas estava sendo jogado, inclusive com a presença do Mosca Morta, desesperado por uma vitória dissimulada, além da sensação do BSW, o Dog. Shamou, designer da Cidadela, marcou presença em duas partidas, juntamente com o Formiga, que aportou na Cidadela vindo de Fortaleza. Decidimos manter a mesa do Cave Troll e fomos jogar Princes of Florence. O clássico do Kramer agradou. Em sete rodadas, temos que fazer trabalhos cada vez melhores, comprando jesters, freedoms, builders, landscapes e outros trabalhos que nos dão uma pontuação, dividida entre pontos de vitória e dinheiro. Cabe ao jogador a decisão de como irá fazer essa divisão. Logo no começo, comprei uma carta de prestígio que poderia me dar 8 pontos, mas não consegui cumprir o requisito dela e não fiz ponto, o que me tirou a vitória.
Gláucio, com uma vantagem de 3 pontos sobre mim, ficou em primeiro, com 61 pontos. Rafael ficou em terceiro, com 48 pontos. Depois jogamos o Taluva, que utiliza tile placement com táticas de bloqueio a cada rodada e gerenciamento de peças. O jogo é muito bonito e obrigatório para quem gosta de Carcassone. Enquanto Rafael e Gláucio eram favoritos para a vitória, por terem colocado a maioria de seus templos e torres. Correndo por fora, eu tinha colocado a maioria das minhas cabanas (construção mais comum do jogo) e todos os meus templos, o que me ajudou a concluir uma condição de vitória, que é colocar todas suas construções de 2 tipos em jogo. Na Cidadela, há aqueles que idolatram o Vlaada Chvátil (Bouzada), o Wolfgang Kramer (Eu), o Jens qualquer coisa, que fez o Zavandor (Victor), o ópio também chamado de Agricola, etc. Já o Martin Wallace é idolatrado pelo Cacá. E seus instintos terroristas começaram a se desenvolver quando Gláucio arma o pior jogo de Martin Wallace segundo Cacá, o Tempus. Visto por muitos como um Civilization de 2h de duração, a partida foi bastante disputada. No final, Gláucio venceu pelos critérios de desempate, que era o número de cartas na mão do jogador, pois ambos tinham feito 22 pontos.



Gláucio, Rafael e eu jogando Tempus, o jogo odiado pelo Cacá!

Para terminar as quase 17 horas de evento, um Manilla recheado de ataques piratas foi jogado e mesmo assim o Fel Mosca Morta não conseguiu sua vitória dissimulada. Mas ele voltará a tentar no Castelo. Formiga, Gláucio, Rafael e eu jogamos o Tigris & Euphrates Card Game, onde nem minha habilidade em ter exatamente as 8 cartas que me defendiam de 2 ataques seguidos do Formiga me ajudaram a conseguir uma vitória. Gláucio ficou em primeiro, comigo em segundo, Formiga em terceiro e Rafael em quarto.
O evento acaba por volta de 06h00. Agora todos se preparam para mais disputas épicas
no Castelo. E que venha também Laboratório, Caverna, Sapateiros e qualquer outra jogatina no Rio de Janeiro, uma cidade que de tão lúdica virou a Cidadela das Peças!

Ficha Técnica:
Número de jogadores: 35
Números de partidas: 36
Duração do evento: 17:00h
Jogos que mais fizeram sucesso: Agricola, Taluva, Bang, Last Night on Earth, Stone Age, Cave Troll, Dog, Zaubercocktail.
Jogos que por algum motivo não viram mesa: Through The Ages, Magic Realm, In The Shadow of the Emperor, Oceania
Maior mesa: Bang, com Luciano, Filipe Diniz, Rodrigo, Thiago, Shamou, Léo Rossi, Japa e André.
Menor mesa: Fjords, com Cacá e Formiga.
Jogo de maior duração: Doom, com Victor, Bouzada, Paulo e Rodrigo.
Jogo de menor duração: Dog, com Shamou, Léo, Formiga e Cacá.

Mais fotos da 1ª Torre das Peças encontram-se no endereço abaixo:
http://picasaweb.google.com.br/warnymarcano/1TorreDasPeAs#

Warny Marçano

5 comentários:

Fel disse...

Só para constar nos recordes,

eu ganhei o Metropolys, o Bang e o famoso Stone Age do "esqueci da comida".

O cara não anota as pontuações, dá nisso :p

Vou postar o meu amanhã.

Formiga disse...

Parabéns Warny. A Torre foi muito legal. Não sei como você se lembra de tantos detalhes. Abs.

Cacá disse...

Fala Warny... Isso é que é report completo... hehehehehehehe...

só um à parte eu não odeio o Tempus, eu não gosto dele... eu odeio o PoF e o T&E... =)

Abraços...

Cadu disse...

Fala Warny!

Que report detalhado hein?!
Parabéns, está muito bom mesmo!

Quanto ao Cave Troll ele tem um fator sorte decisivo sim, mas é um jogo divertido e tende a ser equilibrado quando você já conhece mais.

[]s,

Cadu.

Leandro Bezerra disse...

Parabéns pelo report, Warny! Na próxima torre levarei o LNOE de novo, o qual espero jogar com vc e Fel. E, uma vez mais, parabéns a ambos pela iniciativa!!